segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Bilharacos



bilharaco, também chamado de bilhareco, era o que eu chamava na brincadeira quando era mais pequenito, é um doce tradicional português, típico de Aveiro. É uma espécie de pastel doce frito, feito de massa de abóbora menina, característico da época do Natal e na minha mesa não pode faltar.
O bilharaco é conhecido por vários nomes, varia de região para região e a sua confeção também pode variar consoante o gosto de cada um, pode ser mole ou mais consistente, pode ser frito ou assado no forno e pode conter frutos secos.
Esta foi a primeira vez que fiz porque quem costuma fazer é a minha mãe e não é receita dela, isto porque ela faz a olho, ela diz que o bilharaco não tem uma receita certa, á medida que vamos fazendo, temos que ir vendo o nosso ponto certo, como algumas pessoas dizem "temos que ir falando com a massa".
A abóbora menina tem que ser amarelinha e temos que ter em atenção, que depois de cozida fica muito pouco, este é o único mal. Eu não sei quanto pesava a minha abóbora para depois de cozida dar 360g, em conversa com outras pessoas, a abóbora podia rondar os 2kg.

1 abóbora (depois de cozida e escorrida deve dar uns 360g)
100g de açúcar
60g de farinha
1 ovo
1 pau de canela
1 casca de limão
1 pitada de sal
Aguardente a gosto ou vinho do Porto
Canela e açúcar para polvilhar

Coza a abóbora no dia anterior com o pau de canela, a casca de limão e uma pitada de sal, depois de cozida coloque  a abóbora no centro de um pano, fazendo tipo uma trouxa e deixe escorrer de um dia para o outro dentro de um coador  para que liberte o máximo de água possível.
No dia seguinte, pegue na trouxa e esprema mais um pouco para libertar mais água.
Agora vem a parte divertida de meter a mão na massa, coloque a abóbora num recipiente e esmague bem, junte os outros ingredientes e amasse muito bem, relembro que pode alterar as medidas para ganhar mais consistência e acrescentar frutos secos.
Faça bolinhas ou se preferir utilize duas colheres e frite em óleo bem quente até ficarem douradinhos.
Coloque a escorrer em papel absorvente e depois passe por açúcar e canela.


Reacções:

8 comentários:

  1. A minha também os faz todos os anos e são tão bons,....parecia que estavas a descrever uma conversa com a minha mãe :)
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    http://strawberrycandymoreira.blogspot.pt/
    www.facebook.com/omeurefugioculinario

    ResponderEliminar
  2. Olá,

    Que delícia de bolinhos.

    Adoro esses bolinhos. Costumo fazer mas não sei se a receita é ou não igual a tua (acho que já anda pelo meu blogue, tenho de pesquisar)...
    Uma coisa faço como tu, cozer a abóbora, e depois espreme-la muito bem para retirar toda a água.
    Os meus homens adoram e assim eu como menos para manter a linha. :-) LOL

    Beijinhos e fica bem,
    Clarinha

    http://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2015/12/lagartos-biscoitos-de-farinha-de-milho.html

    ResponderEliminar
  3. Eheheh falando com a massa :D mas é que é mesmo!! não há uma receita igual, pois tudo depende de como se faz, são doces que tem de ser feitos com carinho e pronto, saem essas delícias :) Adorei!!ficaram lindos e deram-me saudades dos meus...vou ter que repetir lá se vai a dietaaaaaaa oh nãooo ;) beijinhos e parabéns, podes mandar vir uns dois ou 3 ihihih

    ResponderEliminar
  4. Nunca comi mas com esse aspecto convenceste-me a experimentar :)

    Gulosoqb

    ResponderEliminar
  5. devem ser muito bons :p
    o mais parecido que comi, foi sonhos de abobora :p
    bjs
    Carla
    http://cromasdacozinha.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. E a verdadeira receita, leva nozes e pinhões! São muito bons, fáceis de fazer e na minha mesa de NATAL não faltam e principalmente no carnaval, pois são um doce principalmente típico do carnaval de Ovar.
    Cerca de 4kg de abóbora...
    Beijinhos e cumprimentos. :)

    ResponderEliminar

Obrigado pela visita, pelo comentario e pelo carinho, são receitas simples mas feitas com gosto, espero que goste ;-)